Vôos e Sinos e Misteriosos Destinos | Emma Trevayne

A obra conta a história de Jack Foster, garotinho mimado da alta sociedade britânica no período vitoriano. Jack é um personagem cativante e solitário. O menino divide seu tempo entre o internato e as férias em casa, onde fica apenas com a governanta, pois seu pai vive ocupado com a fábrica e a mãe está sempre entretida com festas e jantares, aos quais Jack não é bem vindo. É nesse contexto que surge o Sr. Havelock, um homem que se apresenta como espiritualista para a mãe de Jack e revela a ela seu desejo de ensinar ao seu filho todos os seus segredos. 

Quando o garoto vê sua mãe dizer não há essa chance de viver uma grande aventura, ele resolve seguir Havelock e acaba atravessando uma porta especial que o leva para uma Londres diferente.
Em Londinium, capital do Império das Nuvens, tudo é feito de metal e engrenagens como se fosse um relógio. Há uma espessa fuligem no ar que faz arder os pulmões, e animais feitos com engrenagens e peças de metal: fadas, gárgulas diabretes e pessoas com partes do corpo substituídas por peças de metal, como mãos, olhos, queixos, etc.

Nesse lugar, Jack encontra Beth, uma menina robô e o Dr. Cataplasma, seu criador. Também conhece a misteriosa Senhora de Londinium, uma mulher obcecada por filhos perfeitos. Logo que chega a Londinium, o garoto fica fascinado pelo lugar e se recusa a voltar para a casa: quer conhecer tudo e saber como funciona o Império. Porém, depois de um tempo na presença da Senhora e do maquiavélico Lorcan, Jack muda de ideia, mas descobre que para voltar a Londres é preciso achar o Pássaro Mecânico – Mas ele é mesmo verdade, ou não passa de uma lenda?

Achei a história muito legal e o estilo steampunk muito bom, e apesar de tudo, demorei com a leitura porque o livro acaba não prendendo o leitor da forma que deveria. A autora criou uma história fantástica e com potencial para isso, mas ela infelizmente não conseguiu fazer essa ponte. De qualquer forma, vale a pena ser lida por todos os fãs de livros infanto-juvenil e distopias. 

Alison Iared

20 anos, apaixonado por teatro desde pequeno. Cursa o segundo ano de Engenharia de Produção. Gosta muito de filmes e séries sobre heróis, ficção, aventura, desenho e comédia. Eclético para livro e música. Gosta de desafios e é muito teimoso. Tem a paciência do tamanho de uma noz para coisas que não são do seu interesse. Sempre quis ser o Power Ranger vermelho.

    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

5 comentários:

  1. Achei super legal o livro! Valeu muito apena a leitura. Adorei o jeito que a autora fez os personagens e suas ideias. É uma aventura muito boa, porém não é uma história que prende o leitor, como você diz na resenha. Adorei a resenha e o livro! Daria também 4 estrelas com certeza!

    ResponderExcluir
  2. Que historiazinha interessante! Gostei do estilo do livro, não tem muito haver, mas me lembrou A invenção de Hugo cabret que é um livro que eu amo! Essa capa, o menininho, o menina robô e o dr, que é seu criador, lembra bastante mesmo! Acho que vou comprar esse livro por isso, deve ser uma leitura tão boa quanto.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, lendo a resenha vinha sempre Mary Poppins na minha cabeça. rs Como se fosse uma Mary para meninos sabe? Não sei porque. rs
    Enfim, a capa é linda (Londres <3) e eu achei que o livro parece ser muito bom. Pena que a autora não conseguiu 'prender' o leitor, como você falou,
    Talvez eu dê uma chance em breve!
    Beijos,
    Carol

    ResponderExcluir
  4. Oi Alison tudo bem?? realmente a historia e mto bonita.. bem interessante pelo o que vi o menino nao gosta nada nada da casa dele neh.. a mae deve ser ausente e o pai tbm, bem legal ele deve passar por varias aventuras nesse novo mundo neh.. ameei bjoos

    ResponderExcluir
  5. Ola deve ser uma ótima aventura pra quem gosta de mta emoçaao.. o livro deve ser cheios de surpresas de magia.. bem eu queria uma posta dessas aki viu rsrsrs.. ameii bjos

    ResponderExcluir