Fogos, Mares e Marias | Poeta em Queda

O livro Fogos, Mares e Marias traz a história de Pedro Alberto (Poeta em Queda) em forma de poema. 

Ele escreve seus poemas de diversas formas diferentes, sempre frisando sua vida, seus sentimentos e nós, humanos. Até mesmo eu não tenho o costume de ler esse tipo de livro, mas a experiência foi boa e muito intensa, como afundar mesmo em todas as palavras do autor e senti-las de uma forma especial, da forma como ele mesmo sente. 

Nesse livro, temos a junção de 12 poemas do autor, acompanhados por incríveis ilustrações também feitas por ele mesmo (Traços de Queda). São poemas que dialogam entre si pelas imagens que criam e pelo modo pessoal de se dirigir ao interlocutor. Mostrarei abaixo uma parte de um de seus poemas (mas claro que, esse poema continua na próxima página e para descobrir como termina, você mesmo deve entrar no site e seguir para a leitura online. O link estará disponível logo abaixo da nota)



O maior desafio do autor foi primeiramente escolher quais poemas iriam para o livro, e sua melhor saída foi selecionar aquelas que ele apresentava ao vivo. Em seguida, o Poeta em Queda teve a missão de transformar suas obras de uma forma diferente, em ilustrações. Ele realmente não pecou em nenhuma palavra do que foi dito durante todo o livro, além de todas suas ilustrações mostrarem visões diferentes ao seu absorvido aos olhos de cada pessoa. 

Mas não posso terminar essa resenha sem a nota que o livro realmente merece. E ah, claro, sem deixar o link para a leitura online, que está disponível para todos. O livro será lançado em Julho desse ano e realmente estou muito ansioso para tê-lo em mãos. 



*Link para leitura online aqui



Alison Iared

20 anos, apaixonado por teatro desde pequeno. Cursa o segundo ano de Engenharia de Produção. Gosta muito de filmes e séries sobre heróis, ficção, aventura, desenho e comédia. Eclético para livro e música. Gosta de desafios e é muito teimoso. Tem a paciência do tamanho de uma noz para coisas que não são do seu interesse. Sempre quis ser o Power Ranger vermelho.

    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

7 comentários:

  1. Nossa esse livro parece incrível ! Adoro poemas, e ainda tem essa ilustração maravilhosa S2.

    ResponderExcluir
  2. Meu deus, QUE ILUSTRAÇÕES! Confesso que não gostei muito dos poemas, mas quando olhava as ilustrações enquanto lia, me apaixonava mais e mais hahaha. E essa capa? Muito linda por sinal... - Tenho que ler mais poemas com imagens assim...

    ResponderExcluir
  3. Eu não sou acostumado a ler poema, mas achei esse livro ótimo! Além disso, com umas ilustrações dessas fica meio difícil de não ler, né? Irei saber um pouco mais sobre o livro!

    ResponderExcluir
  4. Gosto de poemas de fácil compreensão porque sou meio burro, já fiz para a escola e lembro q ganhei uma toalha como premio por melhor poema hahaha, apesar de não ser o meu gênero preferido parece ser legal mas não tenho tempo para ler muitos livros então não irei lê-lo '-'

    ResponderExcluir
  5. A coisa mais dificil do mundo é eu ler poemas, mas esse parece tão legal (acho que eu me apaixonei mesmo foi pelas ilustras kkk) mesmo assim não sei se leio, sou mais romances mesmo. Contudo vou procurar saber mais do livro, ai desço do muro de uma vez.

    ResponderExcluir
  6. eu também não costumo muito ler poemas, mas eu curto. só não tenho muitas referencias do que seria bom para ler! É por isso que essa resenha me chamou muito a atenção... quanto tempo faz que não leio um poema? agora eu lembrei que esse gênero literário existe!!

    ResponderExcluir
  7. Eu sou muito fã de poemas e crônicas, infelizmente não vemos muitos autores (de qualidade) hoje em dia escreverem este tipo de gênero. Vou ler com toda certeza.

    ResponderExcluir