Livro: O Encantador de Flechas, de Renan Carvalho

Há 15 anos, Acigam foi isolada do resto do mundo. Muros ao seu redor passaram a existir, não permitindo que ninguém entre ou saia. Principal motivo: o governo pretendia proteger (e domar) a população da principal ciência que nutre o mundo: A magia! Tempos de guerra fizeram que o mesmo governo treinasse pessoas e desenvolvessem uma "raça" capaz de aniquilar todos os magos que resolveram se rebelar contra eles, praticando sua ciência ali dentro. Foi a partir dai que surgiram os Silenciadores, capazes de exterminar e fazer sumir do mapa, a todo custo, todos os magos de Acigam.

Já nos tempos atuais, conhecemos nosso personagem principal, o distraído e aventureiro Leran Yandel. Com quase 18 anos, ele está em seu ultimo ano letivo no colégio e continua sendo o melhor Arqueiro da turma do Professor Cortez. Sua mãe, Laura Yandel perdeu seu marido ainda jovem e precisou aprender a criar seus dois filhos sozinha. Sua irmã se chama Laura e eles se dão bem um com o outro.
É, através de seu avô Bretor Yandel que Leran descobre sobre os segredos da ciência que o governo tenta esconder da população e dos seus dons especiais, capaz de encantar objetos com a energia dos elementos. Alias, são 6 os elementos que compõem a criação do mundo: Terra, Ar, Água, Fogo, Luz e Trevas.
Claro que, como todo herói, Leran se apaixona por Judra, uma garota misteriosa e orfã, que após a morte de seus pais quando ela ainda era criança, achou em Acigam uma chance de reconstruir sua vida.
A sociedade presente na trama é bem tipica de um livro distópico mas que poderia fazer-se no cenário atual: pessoas ignorantes sendo manipuladas, pessoas fortes tendo que viver escondidas e um governo no qual é impossível até mesmo deles confiarem em si mesmo.
Surpreendente e envolvente, o autor demonstrou que não se apega a personagens, já que muitas "cabeças rolam" no livro, o que achei fantástico, já que sinto falta disso em muitos enredos fantásticos.

A trama é muito bem desenvolvida, apresentando ao leitor uma história com um começo bem elaborado e organizado, ambientando-nos ao que será proposto, um meio forte e impactante, principalmente diante das reviravoltas e um "final" que deixa você desesperado pelo segundo livro da série.
Por falar nisso, o livro é dividido em quatro partes (sem citar os extras), na qual três delas são narradas por Leran e uma por Judra, o que foi mais uma ótima sacada do autor, pois me deixou totalmente curioso para saber o que acontecia do outro lado da história enquanto cada um narrava (principalmente na alternância de partes Leran-Judra-Leran).
Os personagens são todos bem elaborados, tendo presença marcante no decorrer da obra. Claro que o trio Leran, Judra e Luana são as peças centrais para que o enredo seja produzido. Ambos são tão diferentes e tão próximos em suas características que é impossível não deixar-se cativar.

Apesar de indicar o livro para todo fã de fantasia, me senti um pouco empacado em algumas partes do livro, diferente de alguns outros que já li, mas isso não faz com que o livro seja pior. A editora Novo Conceito tem feito um bom trabalho com toda edição do livro e achei muito legal!
Dou quatro estrelas porque eu mesmo demorei mais tempo do que achava que levaria, de qualquer forma, vale a pena ser lido!


Alison Iared

20 anos, apaixonado por teatro desde pequeno. Cursa o segundo ano de Engenharia de Produção. Gosta muito de filmes e séries sobre heróis, ficção, aventura, desenho e comédia. Eclético para livro e música. Gosta de desafios e é muito teimoso. Tem a paciência do tamanho de uma noz para coisas que não são do seu interesse. Sempre quis ser o Power Ranger vermelho.

    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário