Filme: A Incrível História de Adaline

O longa conta a história de Adaline Bowman, uma jovem que nasceu em 1908 e aos 29 anos, após sofrer um misterioso acidente, nunca mais envelhece. Sendo assim, Adaline se vê presa a uma vida, na qual passa seus dias se escondendo e trocando de identidade de tempos em tempos, o que não a permite manter um relacionamento próximo com qualquer pessoa.
Após oito décadas mantendo seu segredo, Adaline se apaixona por um rapaz e começa a se envolver com ele.

Eu não sou uma grande fã de dramas românticos, mas A Incrível História de Adaline me chamou atenção por ser um pouco diferente, achei a história um tanto quanto arriscada e decidi ver.
A primeira impressão que tive do longa é que me pareceu ser algo escrachado. Toda a história de como Adaline se torna "imortal" é estranha e muito fantasiosa. Tão fantasiosa que parece que o filme é uma daquelas comédias que copiam grandes dramas românticos do cinema, como A Saga Molusco  - inspirado em Crepúsculo.
Além disso, a trama me pareceu mais adequada para um livro do que um filme, a ideia é boa, mas não foi muito bem aproveitada, principalmente as histórias passadas de Adaline, e parece que falta algo para o filme se tornar completo.
As três coisas que mais me chamaram atenção no filme foram a trilha sonora, o figurino e a atuação de Blake Lively.
A trilha e o figurino acompanham muito bem a época em que se encontram conseguindo transportar o espectador brilhantemente para o tempo desejado.
E a interpretação de Blake Lively, não só me chamou atenção como me surpreendeu. Eu acompanhei a série Gossip Girl, na qual a atriz participava, e com A Incrível História de Adaline percebi que a atuação de Lively amadureceu.
Algo muito importante e bem trabalhado no filme foram os flashbacks. Inseridos no tempo certo, eles não confundem e prendem mais a atenção de quem está assistindo.

A Incrível História de Adaline é um bom filme para se distrair, desde que você não espere muito dele.




Beatriz Marques

19 anos, estuda jornalismo. Gosta de muitas coisas e de tudo ao mesmo tempo. Leitora assídua, fangirl 24/7, cosplayer por diversão, orgulhosamente é da Grifinória, filha de Hades e whovian. Algumas das suas paixões são: sua guitarra (apelidada de Emily), cantar, séries, livros, animes, mangás, filmes, HQ's, música, shows e história.

    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário